Pilotando um Tanque de Guerra

Uma das experiências mais marcantes que tive foi a oportunidade de pilotar um tanque de guerra real, no Estado da Georgia, Estados Unidos. Uma das experiências oferecidas pela Agência Marcos Pontes e disponível para qualquer civil, prevê que o cliente possa não só pilotar um tanque em condições de persuasão no campo de batalha inimigo, como também realizar manobras em terreno acidentado, atravessar por cima de carros reais e disparar metralhadoras de calibre anti-blindagem.

Para realizar a experiência é necessário vestir uma roupa confortável e apropriada para muita, muita lama. O piloto obrigatoriamente deve vestir um óculos, pois ao amassar alguns carros pelo caminho é normal ouvir o estrondo da lataria se fundindo em uma pasta achatada e os vidros da janela estourando para os lados. Dentro do tanque de Guerra porém, nada se sente, apenas uma leve inclinação.

O FV432 que pilotei foi largamente utilizado pelo exército inglês e pode ser encontrado ativo em diversas frentes de batalha em alguns países. Sua função principal é o de levar tropas em segurança quaisquer que sejam as barreiras pelo caminho.

Então você senta em um trator blindado, vira a chave, aciona o câmbio pra frente e com duas alavancas pilota o conjunto. As alavancas são em realidade trava direita e trava esquerda, permitindo que o tanque vire conforme o lado travado. Um acelerador permitirá velocidades não superiores a 40km/h o que neste tipo de veículo é muito.

No trajeto passamos por dentro d´água sem contudo submergir, mas o suficiente para cobrir de emoção as mais respeitosas expectativas. O tanque é um monstro de lata e nada pode detê-lo, realmente. Triste fim para uma linda BMW 328 que estava no caminho.

A experiência é coroada com o disparo de 100 balas de uma metralhadora M1919 apontadas para um barranco. Para quem nunca ousou usar uma arma antes, neste caso posso afirmar que senti minha alma fugir do corpo no primeiro pente. De fato, tanto o barulho ensurdecedor quanto a energia do coice repetido e extremamente rápido causam sustos até o mais preparado artilheiro. Imagine disparar 1500 tiros por minuto de calibre 57mm a uma velocidade ignorante? Ao apoiar suas mãos no gatilho, a trepidação exorcista por todos os órgãos do seu corpo falarão por sí. Quanto ao barranco, bem…qual barranco? Uma experiência intensa do início ao fim e que eu recomendo.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar